Mel

 O mel e suas diversas floradas

FLORADA DE LARANJEIRA
É considerado por muitos especialistas e apicultores como o mel mais saboroso e suave do Brasil. O mel da florada de laranjeira beneficiado pela Riomel é produzido a partir da floração dos laranjais da região noroeste do estado de São Paulo e é considerado um mel de cultura “monoflora”, ou seja, contém mais de 45% de um só tipo de néctar prevalecendo um leve aroma da flor da laranjeira.
O mel de laranjeira beneficiado pela Riomel apresenta baixos teores de umidade, em média inferiores a outras floradas. Isso favorece bastante a estabilidade química e a resistência contra a proliferação de microorganismos, inclusive fungos, sem a necessidade de quaisquer medidas especiais de processamento como desidratação ou pasteurização.
É importante salientar que os grãos de pólen das flores de laranjeira aparecem no mel em quantidades moderadas (em média, 9.000 grãos por grama de mel) abaixo da média de outras floradas. Por isso, parece razoável definir uma quantidade mínima entre 20% e 30% de pólen de laranjeira para caracterizar o mel com essa origem botânica.
Para facilitar o serviço das abelhas, é feita a instalação das colméias em locais dentro e ao redor das áreas dos laranjais, devidamente inspecionadas por apicultores especializados que avaliam o potencial de floração do local. Esse conhecimento técnico auxilia a formação da colméia de maneira sadia e possibilita melhor harmonia entre a colméia e o habitat.
Depois da instalação das colméias, a visita do apicultor é periódica para conferir a evolução e promover a manutenção caso se faça necessário.

Flor de laranjeira

FLORADA DE EUCALIPTO
O mel da florada de eucalipto é produzido a partir do néctar das flores brancas vistosas e com muitos estames dos reflorestamentos de eucaliptos encontrados na região noroeste do estado de São Paulo. Faz parte da apicultura migratória muito comum na região.
Não são todos os tipos da espécie Eucalyptus que têm uma floração permanente durante todos os meses do ano, mas grande parte delas produz boa quantidade de néctar facilitando a larga produção por parte das abelhas melíferas.
O procedimento de instalação das colméias não diverge do sistema praticado nos laranjais: as áreas de reflorestamento também são inspecionadas pelos apicultores especializados que avaliam o seu potencial para a instalação, de maneira adequada, do conjunto de colméias a fim de harmonizá-las com o habitat do reflorestamento de eucalipto.
É comum que as atividades apícolas coordenadas no reflorestamento do eucalipto seja integradas com a atividade em áreas de vegetação nativa, mas a concentração de néctar por parte da florada de eucalipto sempre se mantém bem acima do néctar das flores de vegetação nativa. Essa manifestação conjunta ajuda a promover a variação do mel entre o âmbar claro e o escuro mas não interfere substancialmente no sabor.
O sabor do mel da florada de eucalipto é mais acentuado que o mel de laranjeira mas é igualmente rico em propriedade terapêuticas.

Plantação de eucalipto

FLORADA SILVESTRE
A importância da flora é inestimável para a apicultura. Foi a partir do habitat silvestre que se tornou possível que o homem conhecesse, interagisse e se deliciasse com esse rico alimento chamado mel.
Ao longo dos séculos, a flora silvestre exerceu um papel importantíssimo na sustentabilidade da apicultura representando a manutenção, quase que contínua desse rico alimento na vida dos seres humanos. Outro aspecto importante da flora silvestre é que a sua preservação possibilita, também, a existência de um respeitado batalhão efetivo de polinizadores nativos que auxiliam substancialmente na polinização das culturas agrícolas.
A flora da região noroeste do estado de São Paulo é constituída, em boa parte por cerrado e apresenta grande diversidade botânica. As condições naturais proporcionam um tipo de mel bastante peculiar e muito rico em  propriedades terapêuticas.
É sabido que a cor, o aroma e o sabor do mel da florada silvestre variam de acordo com a sua origem floral e, no caso específico desse tipo de florada raramente se consegue especificar uma tendência floral. O mel de florada silvestre beneficiado pela Riomel comumente apresenta coloração amarelo acentuado, partindo do quase castanho até o marrom.
O procedimento de introdução das colméias no habitat silvestre é mais planejado pelos apicultores com o objetivo de manter a sustentabilidade local.

 

Vegetação silvestre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s